http://sucessonews.com.br/wp-content/uploads/2010/02/checklist.jpg

Checklist – O que é e qual é a sua importância?

Lendo há pouco um artigo da Revista Época Negócios n. 36, notei o quanto aquele meu velho hábito de fazer listinhas e anotar as coisas que tenho a fazer é importante. Talvez isso soa um pouco ultrapassado, em meio a tantos recursos modernos e principalmente diante da evolução de celulares e smartphones, mas esse é um hábito ainda comum e para algumas pessoas talvez o que funcione melhor. No artigo, o médico e escritor americano Atul Gawande defende que a solução para os males da complexidade é o banal checklist, ou seja, a lista de checagem de tarefas.

Para quem não sabe, checklists são listas de verificações com itens a serem observados, tarefas a serem cumpridas, materiais a serem comprados, ou seja, é uma lista onde você coloca itens que podem fazer falta em alguma tarefa ou em algo que esteja planejando ou executando, evitando assim futuros esquecimentos, falhas, faltas. Ele pode ser  usado não só por empresas, mas por qualquer pessoa que quer organizar algo a ser feito.

Segundo o médico Atul Gawande, uma checagem simples é a chave de prevenção para que um pequeno engano não se transforme num desastre de enormes proporções. Ele é autor do livro The Checklist Manifesto: How to get things right ( “O manifesto do checklist: Como fazer a coisa certa”, numa tradução literal), que está fazendo grande sucesso nos Estados Unidos.

A sua defesa, segundo o artigo, não é só teórica.  Gawande adotou checklists em oito hospitais, de um centro comunitário na Tanzânia a um moderno instituto médico em Seatle. Em todos, a redução de óbitos por complicações médicas foi de 35%, na média – um número impressionante, uma vez que estamos falando de vidas. O checklist na sala de cirurgia, por exemplo, incluiu itens simples, como que cada um na sala soubesse o nome da outra pessoa. Para Gawande, isso estimula as pessoas a abrirem o bico, se elas veem um problema, antes que seja tarde demais. O checklist não é uma prática recente nos negócios e pode trazer inúmeras vantagens, ainda segundo Gawande:

  • Segurança: A lista funciona como uma rede de segurança cognitiva. Detecta falhas mentais que costumam brotar da complexidade do trabalho moderno.
  • Eficiência: Para o médico, as equipes tornam-se mais rápidas e eficientes quando se acostumam ao checklist.
  • Exatidão: Esse é o desafio das equipes modernas. Gawande diz que já somos muito bons. O que precisamos melhorar é a exatidão dos nossos procedimentos.
  • Foco: Quando a equipe adota o checklist, o óbvio e patente deixa de atrapalhar, e os profissionais ficam livres para se concentrar no que é realmente importante.
  • Humanidade: Existe um benefício psicológico quando os profissionais, especialmente os mais orgulhosos, têm de engolir o checklist. Gawande acredita que ele os torna mais humanos.

Acredito que adotar o checklist no dia-a-dia é algo que não só as empresas deveriam fazer, mas também as pessoas. A execução de tarefas e a organização da sua vida no trabalho e até mesmo na vida pessoal se tornará muito mais fácil. Antes de começar o dia, por exemplo, faça uma lista de coisas que precisa fazer durante o dia, mas separe o que é de trabalho do que é pessoal.

Comece também a praticar checklists mentais e vá acostumando a sua mente a pensar dessa forma. Isso poderá ser muito útil em coisas simples, como arrumar as malas para viajar ou ir à padaria. Independente da forma que irá fazer o checklist, saiba que ele não é algo ultrapassado e inútil, ao contrário, ele é uma ferramenta que pode te ajudar diariamente a organizar as suas atividades, poupando seu tempo e evitando erros e falhas. Faça o teste e me diga depois o que achou.




Nenhum comentário

Deixe seu comentário